webleads-tracker

Home > News & Eventos > 2013 Press Release Archive > Michelin adota solução TraceParts Enterprise de Gerenciamento de Conteúdo 3D

A solução TraceParts Enterprise permite ao líder mundial na fabricação de pneus a otimizar sua padronização de processos usando uma vasta biblioteca online 3D de componentes

 

michelinSaint Romain, França – 9 de Julho de 2013 – A TraceParts, uma empresa líder mundial de conteúdo digital 3D para engenharia, anunciou hoje a expansão global da sua solução Enterprise de Gerenciamento de Conteúdo 3D dentro dos Escritórios de Projetos de Engenharia Mecânica da Michelin. Para disponibilizar perto de 200 milhões de pneus todo ano, a Michelin emprega cerca de 2.000 pessoas em todo mundo para trabalhar no projeto, manutenção e operação de milhares de máquinas na Michelin e em sites de subsidiárias em todos continentes.

 

Usando TraceParts desde 1995

A Michelin tem utilizado o conteúdo de componentes 2D e 3D da TraceParts desde 1995. Para evitar que os projetistas ficassem bitolados em catálogos impressos e eletrônicos oferecidos pelos fabricantes, o Michelin Parts Library (MPL) já foi limitado para componentes que tenham sido aprovados e codificados pelo Departamento de Métodos da Michelin. Os componentes aprovados foram associados com uma classificação, uma descrição de “grupo” bilíngue e representações simplificadas 2D e 3D.

 

Azimuth alignment tool model designed by Michelin’s Mechanical Engineering Design OfficesFaça um tour 3D neste modelo de ferramenta de alinhamento de azimuth projetado pelos Escritórios de Projetos de Engenharia Mecânica da Michelin.
Ele posiciona o pneu “verde” de acordo com a necessidade da prensa aquecida, dependendo da posição do código de barras ao lado da banda.
Este modelo combina componentes de mercado com componentes específicos do MPL da Michelin.

 

MPL Michelin Parts Library: “Métodos” que levam à padronização

Manuel Calamote, Gerente de Métodos Mecânicos na Michelin, explica o por quê da importância da padronização: “Ela naturalmente limita a diversidade de peças usadas em nossas máquinas pelo mundo, e os benefícios potenciais em termos de custos e produtividade são enormes: uma política de compras focada nos fornecedores reconhecidos por sua qualidade, confiabilidade e preço de seus artigos, a racionalização dos fornecimentos, a otimização dos estoques para operação das máquinas e manutenção, etc. Não esquecendo, é claro, da rapidez e maior eficiência dos processos de projeto graças a uma grande base de dados de componentes padronizados.”

Em 2010 a Michelin convidou a TraceParts a elaborar uma cotação para um novo projeto MPL que especificou um número de objetivos que reflete sua iniciativa de melhoria contínua:

  • ico_arrow Prover internamente e os projetistas de máquinas terceirizados com uma biblioteca amigável online de modelos de componentes CAD 2D e 3D que integrasse perfeitamente com sua solução PDM existente;
  • ico_arrow Atualizar a biblioteca de componentes online em tempo real como solicitado pelo departamento de Métodos;
  • ico_arrow Prover os escritórios globais de Projetos Mecânicos com um processo de seleção aberto, durante a fase CAD de um projeto, que obedeça ao sistema de priorização de componentes especificado pelo departamento de métodos: padronizado, uso restrito, proibido ou obsoleto;
  • ico_arrow Automatizar as requisições da engenharia para a equipe de métodos quando o uso de um componente não-padronizado for necessário;
  • ico_arrow Entregar um workflow interativo, entre projetistas e experts de métodos, rastreando, justificando, monitorando o processo de requisições e reportando a não-conformidade de componentes;
  • ico_arrow Estar apto a combinar componentes de diferentes fornecedores, no mesmo código de item da Michelin, para facilitar a intercambiabilidade ou restrições de integração regional dentro da tolerância definida pela equipe de métodos.

 

Michelin Parts Library

 

Judith Noyelle, Gerente de Suporte de TI para as equipes dos Escritórios de Projetos, liderou o projeto que está agora sendo implantado:

Nós queremos prover nossas centenas de projetistas, internos e terceirizados, com uma moderna ferramenta que lembre-os da importância da padronização para o Grupo enquanto ajuda-os a projetar novas máquinas mais rapidamente com mais eficiência. Solicitações específicas dos Escritórios de Projetos para componentes de mercado devem ser processadas pelo departamento de Métodos em até 7 dias. Isto não significa que a peça será padronizada neste prazo. Métodos deve propor uma alternativa entre os componentes ou fornecedores listados, ou eles devem decidir a incorporar o componente ao banco de dados do MPL. Em qualquer caso, um processo será iniciado para encontrar a melhor solução e a solicitação será acompanhada.

 

TraceParts Enterprise

O contrato MPL foi atribuído à TraceParts.

É verdade que nossos escritórios de projetos já estavam acostumados a usar as bibliotecas TraceParts, mas esta não foi a principal razão por trás da escolha”, diz Judith Noyelle. “A TraceParts demonstrou suas habilidades para integrar o legado da biblioteca BCM existente e tiveram a capacidade de propor uma ferramenta de gerenciamento de workflow completa para tratar coms as solicitações dos usuários, uma vez que integra perfeitamente com nosso processo de seleção existente e o sistema PLM. Nós temos disponível agora, on-line, um banco de dados de componentes que expandirá em tempo real e gerará poderosa sinergia entre Métodos e os Escritórios de Projetos de Engenharia Mecânica.”

 

Fornecedores de componentes envolvidos na MPL

“O departamento de Métodos, em sinergia com o Grupo de Compras, desenvolverão agora um papel central, dando aos Escritórios de Projetos uma visão do Grupo e reforçando as especificações e missão de apoio para os usuários MPL.” completou Manuel Calamote. “Nossos fornecedores são também convidados a fornecer-nos, e à TraceParts, os modelos CAD de seus produtos, com toda informação relevante que facilitará sua integração na MPL. Isto tornará mais fácil para nós descobrirmos outros produtos em sua linha, que possam ser adicionados ao banco de dados ao longo do tempo e o histórico de uso do componente tornará mais fácil para nós gerenciar sua obsolescência. É também uma oportunidade para que outros fornecedores convençam nossas equipes da qualidade técnica de seus produtos.”

 

 

“Estamos orgulhosos que a solução TraceParts Enterprise tenha sido escolhida pela Michelin” conclui o Diretor da TraceParts, Gabriel Guigue. “Esta conquista reconhece o trabalho árduo que nossas equipes colocaram neste projeto. Ela também destaca a importância de uma oferta que permita que as organizações possam ir além da mera disponibilização de bibliotecas de componentes 3D: O TraceParts Enterprise permite às empresas industriais integrarem seus próprios processos específicos de PLM enquanto se beneficiam da riqueza e flexibilidade dos nossos catálogos 3D. Este sucesso também mostra para fornecedores de componentes que sendo incluídos em nossa rede de conteúdo, mostram seus produtos em todo o mundo”.

 

Sobre aTraceParts

A TraceParts é uma empresa líder mundial em conteúdo de engenharia digital 3D, oferecendo soluções progressivas de negócios através de poderá base web de produtos e serviços. A TraceParts ajuda clientes a aprimorar sua eficiência em marketing aumentando o valor de seus dados de produtos existentes. O portal CAD TracePartsOnline.net está disponível gratuitamente para milhões de usuários CAD ao redor do mundo exibindo centenas de catálogos de fornecedores e 100 milhões de modelos CAD, além de planilhas de produtos apropriadas para Processos de Projeto, Compra, Manufatura e Manutenção. Para maiores informações sobre a TraceParts, por favor visite www.traceparts.com

News & Eventos




Inscrever-se para receber TraceParts Newsletters

Registrar